Operacional

“Como um clarim soando pelos montes,
A aurora acorda, plácida e inflexível,
As misérias da terra: e a hoste horrível,
Enchendo de clamor os horizontes,

Torva, cega, colérica, faminta,
Surge mais uma vez e arma-se à pressa
Para o bruto combate, que não cessa,
Onde é vencida sempre e nunca extinta!”

Hino da Manhã, Antero de Quental

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *